16 março 2006











ARRASTÃO
Natal, RN

POEMAS INSERTOS EM ROMANCES (1)
O LINGUADO. GÜNTER GRASS. Nobel 1999

PARA TEMER

Gritar alto na floresta.
Os cogumelos e as lendas
nos alcançam.

Cada bulbo provoca um novo susto.
Ainda sob o próprio chapéu,
pois em volta os afunilados de medo
já estão cheios até a borda.


Sempre houve alguém aqui.
O leito destruído - será que fui eu ?
O meu precedente não deixou nada de pé.

Diferenciamos: cogumelos
gostosos, não comestíveis, venenosos.
Muitos micólogos morrem cedo
e deixam uma série de apontamentos.

Lactarius, morchelas, cantarellus.


Com Sophie íamos à cata de cogumelos
antes de o imperador seguir para a Rússia.

Eu perdi meus óculos
e chupei o polegar;
ela achava e achava.

*

Algo do romance O Linguado própriamente dito:

Por isso ele queria - pediu às senhoras que o chamassem simplesmente de Linguado - introduzir uma nova fase no desenvolvimento humano. A causa masculina não rendia mais nada. Breve uma crise iria assinalar em todo o mundo o fim do domínio masculino. Os homens estão falidos. O abuso de poder esgotara-lhes o potencial. Incapazes de qualquer impulso, agora tentavam salvar o capitalismo através do socialismo. Era ridículo. Ele, o Linguado, de agora em diante, se dedicaria apenas ao sexo feminino. Certamente, não permanecendo em terra. Que o compreendessem, ele precisava de seu elemento. E, uma vez que desfrutava da hospitalidade de três senhoras, para as quais a deteriorada relação homem-mulher só significava uma maçante rotina, ele esperava compreensão para a sua necessidade elementar.

*

NEM UM NEM OUTRO EXTREMO AMEAÇAM A SOLIDÃO

. It's not a pandemic.

. No Mercado Central, em Belo Horizonte: "Deve-se urinar pelo bem da bexiga, pela assepsia do pênis e da vagina. Lembre-se que a urina é asséptica: jogue um pouco sobre um corte, e dificilmente haverá infecção, mormente se for urina de vaca. Muito eficaz também é a borra do café, e digo isso por experiência própria.

. No Mercado Central, no assim chamado Bar do Manoel Doido: "O principal idioma de Israel é o inglês, assim como, de resto, do mundo todo; o dicionário, de um só vocábulo, consigna: Defesa".


.Ouvido n
o saguão de entrada do Hospital Mater Dei (top of line), em Belo Horizonte: "Lobotomia para estrupador".

.
Carlos Saura, cineasta espanhol: "Tenho a impressão de perder muito tempo".

.
Virgílio, guia de Dante, na Divina Comédia: "Relembrai vossa origem, vossa essência".

.
DMC: "O que fazer com uma mulher que desobedece, que não compactua, por exemplo, em apôr ao seu o nome do marido, mesmo num casamento legítimo, como querem as leis" ?


*

10 março 2006








ORA
dança da chuva /
rain dance
(Don't ya wanna rain dance with me ?) The Guess Who






O monumento aos mineiros Fernando Sabino, Otto Lara Rezende, Hélio Pellegrino e Paulo Mendes Campos, de autoria de Leo Santana, foi vandalizado na Praça da Liberdade, em Belo Horizonte. Poucas semanas antes, também em BH, uma escultura de Helena Netto foi roubada de uma praça, pesando 1,5 tonelada.
.
Segue a toda um dos mais novos e vigiados portos dos EUA. Fica nos Emirados Árabes Unidos.
.
O mártir é saudado em sua marcha nupcial. Jerusalém os necessita.
(De uma canção exortando homens-bomba palestinos)
.
Porque eu conheço gente que gosta mais de bateria do que de música.
(Chico Batera, baterista)
.
A Música é que te abraça... ela é que é a entidade.
(Pascoal Meirelles, baterista)
.
I can smell the spring coming !
(Zanastardust
)
.

POESIA


Pássaros convulsos

chocam-se contra os postes
os pássaros
destilados pela noite
destroçam-se em vôo inatural

batem contra os ossos
surdos
contra os batentes
que não escutam o sangue
jorrar do escuro


Uccelli convulsi


urtano contro i pali
gli uccelli
distillati dalla notte
si spezzano nel volo innaturale

cozzano contro le ossa
sorde
contro i battenti
che non odono il sangue
sgorgare dal buio

Vera Lúcia de Oliveira (BRASIL)

***


No Meio do Caminho

No meio do caminho tinha uma pedra
tinha uma pedra no meio do caminho
tinha uma pedra
no meio do caminho tinha uma pedra

Nunca esquecerei desse acontecimento
na vida de minhas retinas tão fatigadas.
Nunca esquecerei que no meio do caminho
tinha uma pedra
tinha uma pedra no meio do caminho
no meio do caminho tinha uma pedra

-----------------------------------------

In the Middle of the Road


In the middle of the road there was a stone
there was a stone in the middle of the road
there was a stone
in the middle of the road there was a stone.

Never should I forget this event
in the life of my fatigued retinas.
Never should I forget that in the middle of the road
there was a stone
there was a stone in the middle of the road
in the middle of the road there was a stone.


Carlos Drummond de Andrade
Translated by Elizabeth Bishop, in "Anthology of Twentieth-Century, Brazilian Poetry"

***


Renonce à toute idée,
et que ton coeur entier soit pur
Comme la face d'un miroir
sans image ni dessin
(...)

Renuncia a toda idéia,
e que o teu coração seja puro
como a face de um espelho
sem imagem nem desenho.

Djalal-ud-Din-Rumi (Irã)
Tradução livre de DMC

***

Ilha de Cos


Eu sabia que tinha de haver um sítio

Onde o humano e o divino se tocassem

Não propriamente a terra do sagrado

Mas uma terra para o homem e para os deuses

Feitos à sua imagem e semelhança

Um lugar de harmonia

Com sua tragédia é certo

Mas onde a luz incita à busca da verdade

E onde o homem não tem outros limites

Senão os da sua própria liberdade


Manuel Alegre (PORTUGAL)


**